domingo, 22 de janeiro de 2017

A estética brega

A estética brega é menosprezada porque é pobre, porque é do pobre. Não tem abundância intelectual ou material: mínimo em repetição. Não é sofisticada, não tem pensamento ou estrutura complexos: mínimo em repetição. O sucesso do brega é sucesso do pobre. A visibilidade do brega é visibilidade do pobre: mínimo em repetição. O brega é alienante, sem saber que é também ato político paradoxal. O brega é a cara do pobre: mínimo em repetição. O brega incomoda os olhos e os ouvidos tão delicados dos afetados que não admitem a verdade. A estética brega é incômodo inconsciente de ser: mínimo em repetição.


Warley Matias de Souza.

Nenhum comentário:

Postar um comentário